Skip to content

As maravilhas de uma boa trilha sonora

março 29, 2010

Nem todo gamer é assim, mas muitos com certeza se deparam com certas trilhas sonoras jogando seja lá o que for e pensam: “OMFG!”. Imagine você jogando qualquer Star Wars sem a Marcha Imperial, ou God of War sem ouvir aqueles trocentos batuques, orquestrações e corais. Não seria a mesma coisa, seria?
Que tal um Mario sem música alguma? Fale a verdade, embora morrer no jogo seja um porre, sem aquela musiquinha que toca enquanto o encanador gorducho arregala os olhos e some da telinha, seria muito pior! Os fabricantes de games já se atentaram para isso há muito tempo atrás, e hoje o bom uso de uma trilha sonora bem escrita pode ser a diferença entre um jogo muito bom e um jogo épico. Que tal a trilhazinha abaixo?

Brilhante, não? Algo nunca ouvido em um filme Star Wars, mas que retransmite o mesmo sentimento épico que você encontra nas telinhas. O próprio Final Fantasy, que sempre se caracterizou pelas trilhas sonoras brilhantes de Nobuo Uematsu, tem caído de produção no gosto dos gamers e dos reviewers por causa desse quesito, que vem em queda vertiginosa desde a saída de Uematsu da composição das músicas.

Basta jogar Final Fantasy VII e depois jogar Final Fantasy X, a trilha do X em comparação com a do VII me dá vontade de vomitar, salvo uma ou duas músicas, por “coincidência” compostas por Uematsu. Apesar dos gráficos totalmente inferiores, FFVII trazia ao jogador uma experiência única, aliando jogabilidade praticamente perfeita e ação de grande qualidade com uma música de fundo que mesmo em MIDI, empolgava qualquer um.

Quem não se lembra do tema de batalha deste jogo? Já o do FFX, duro lembrar. Eu que tenho uma memória fantástica pra músicas que escuto e me atraem a atenção, não consigo lembrar sequer o primeiro acorde. FFVIII e FFIX também tinham trilhas memoráveis, embora não no mesmo nível de FFVII. Hoje em dia, a série FF atrai mais pelos gráficos e beleza de suas CGI’s do que pela música, jogabilidade ou história propriamente ditas – as músicas em geral são de qualidade muito inferior à dos predecessores, enquanto que jogabilidade e história são apenas recicladas.

Poderia falar sobre filmes e suas trilhas aqui também, mas este blog é sobre games. Após a apresentação dos meus argumentos, posso dizer que uma boa composição musical altera completamente a experiência de se jogar determinado game. Não estou com muito tempo agora, mas depois vou dar um upload em minhas versões de algumas trilhas históricas, tocadas no teclado, já que tenho que comprovar minha reputação de “notório tecladista amador”.

Por enquanto, dois vídeos abaixo, um de uma interpretação ao vivo brilhante do tema de batalha de FFVII, e outro de God of War II. No segundo, apenas a trilha, de um dos momentos mais memoráveis do jogo – a Caverna do Titã  Typhon.

E…

Enjoy!

10 Comentários leave one →
  1. Daniel permalink
    março 29, 2010 19:22

    É Crânio, concordo plenamente, dá até raiva quando o junião não quer desligar o linha de passe pra eu poder curtir o som do jogo… não estou falando nem de música, quando o som é bem feito, é gostoso até de escutar um flecha atingindo um inimigo ou alguma coisa explodindo… principalmente quando se pode usufruir de caixas de som capazes de emitir sons graves… ai sim!

  2. março 29, 2010 23:03

    Crânio, com certeza a trilha sonora é algo primordial para a qualidade de um jogo. Eu que gosto muito do Final Fantasy X não tenho enjôo ou náuseas ao escutar a sua trilha sonora, embora concorde que a do VII é bem melhor. Mas tem uma trilha sonora memorável que acho que você esqueceu de citar: Final Fantasy Tactics. Eu se encontrar a trilha sonora desse jogo, a comprarei!

    • março 30, 2010 01:44

      Com certeza, a de Tactics também é muito boa! Daria pra citar vários outros jogos memoráveis, como a de Chrono Cross, Okami, e por aí vai, mas citei os que vieram na minha cabeça automaticamente, o que inconscientemente ou não significa as mais memoráveis pra mim!

  3. março 29, 2010 23:19

    Blasfemia um post de trilhas de jogos sem citar uma mençãozinha sequer (q nem fez das musicas do koji kondo) ao MARAVILHOSO Chrono Trigger

    • março 30, 2010 01:46

      Como falei pro Junião, citei as que logo vieram na minha cabeça, mas Chrono Trigger e seu predecessor Chrono Cross entram fácil. Como também entra o brilhantíssimo Shadow of the Colossus, que o gênio aqui também deixou passar e está arrependido até agora, mas como post que é post, depois de postado, não se edita, deixemos como está!

      • março 31, 2010 07:53

        Chrono Trigger vem primeiro, depois Chrono Cross. Mas cara, você citou alguns exemplos, é óbvio que vão ficar um milhão de jogos com boas trilhas de fora! Não tem como citar tudo Crânio, tá certinho!

  4. Daniel permalink
    março 30, 2010 19:36

    Pode crê… da até vontade de abaixar o som do linha de passe e curtir o som 5.1 do game…

  5. Pêra permalink
    março 30, 2010 21:27

    Rule of thumb da boa trilha sonora de jogos: Musica que se vc ouvir em loop durante 1 hora dentro de uma dungeon ou batalha épica, vc não quer matar o fdp do compositor.

  6. leandrolopesp permalink
    março 30, 2010 22:27

    Como assim pularam World of Goo? :)

  7. abril 19, 2010 15:54

    Uns muito bons são os dos Castlevanias. O do Symphony of the Night, eu acho que tem a melhor trilha da série.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: